A BARCA • astrologia, história e narrativas é um espaço que nasce para concentrar e promover o estudo, o trabalho e a produção de conhecimento astrológico num só lugar. Aqui, percorremos os caminhos da astrologia ao longo da história: suas imagens e diálogos com a filosofia, a ciência, a arte e outros campos da cultura. A BARCA nasce com a proposta de resgatar os percursos da astrologia e aproximá-la de quem por ela se interessar.

 

No site são organizadas e divulgadas toda produção de conteúdo e atividades que a BARCA oferece.

 

• cursos de formação teóricos e práticos, embasados na história e filosofia do conhecimento astrológico, garantindo uma compreensão consistente dos fundamentos da astrologia

 

• atendimentos astrológicos individuais, que compreendem o momento de vida em relação aos ciclos astrológicos, buscando alinhar ações e perspectivas com as configurações celestes

 

• produção de conteúdo baseado na pesquisa da história e filosofia da astrologia e seus desdobramentos em diversos campos do conhecimento

Angélica Ferroni

 

Da infinidade de livros que compunha a estante do escritório na casa da minha mãe, linguista e professora universitária, havia somente uns poucos sobre astrologia. Talvez três ou quatro. Mas foi neles que eu mergulhei. Eu tinha catorze anos e desde então minha imersão na astrologia segue firme e cada vez mais forte.

Em 1998, me formei em Psicologia, na PUC/SP, e certamente o que me levou a escolher esse curso foi o enorme e fascinante campo que se abriu sobre os temperamentos humanos quando comecei a estudar astrologia.

 

Em 2007, concluí o mestrado no Programa de História da Ciência, na PUC/SP, com a dissertação Cosmologia e astrologia na obra Astronomica de Marcus Manilius, um poema didático romano do século I da Era Comum, que se propunha a transmitir os conceitos astrológicos à nobreza romana.

Em 2019 iniciei o doutorado no Programa de História Social da UFRJ, pesquisando a relação entre astrologia e medicina nos séculos XVI e XVII.

 

Como pesquisadora acadêmica, faço parte da “Academia Celeste”, um grupo de pesquisa reconhecido pelo CNPq, que se propõe a abrir caminho para a pesquisa sobre a história e filosofia da astrologia dentro das universidades.

 

Escrever sobre a história da astrologia, buscar as imagens, pesquisar sobre os conceitos, discutir as obras é algo que me dá enorme prazer. Minha trajetória acadêmica percorre os caminhos da história e da filosofia da astrologia no Ocidente, e por aí eu sigo.

 

Os caminhos que percorri, tanto pela psicologia quanto pela academia, marcam a forma como trabalho com a astrologia. Desde 2001 atuo formalmente como astróloga, oferecendo atendimentos individuais de diferentes tipos de mapas, além de cursos de formação.